Criando comunidades bilíngues

A rápida expansão de materiais bilíngues no Brasil traz uma série de questões que devem ser estudadas por escolas que desejam adotar um programa em seu currículo. Uma delas é: “Qual é o papel da minha escola na comunidade a que ela pertence?”

Um dos pilares de uma escola que adota o bilinguismo – seja uma escola com programa bilíngue, uma escola internacional ou uma escola bilíngue, pensando nas inúmeras variações de cada um dos tipos – é a comunidade. A exposição ao segundo idioma não deve ficar restrita aos alunos da escola, mas deve atingir funcionários e pais de alunos. O objetivo é criar uma comunidade bilíngue em torno da escola.

O bilinguismo traz uma série de vantagens para indivíduos, que vão além do conhecimento em um segundo idioma. Falar um segundo idioma modifica, para melhor, o cérebro de alguém. Entre suas muitas mudanças, pessoas bilíngues têm a tendência de serem mais confiantes quanto a si mesmas, e mais tolerantes quanto aos próximos. Efetivamente, uma comunidade bilíngue é uma comunidade mais funcional.

Naturalmente, esse é um objetivo para longo prazo, mas que é de vital importância para mudarmos não apenas o futuro dos nossos alunos, mas o presente dos envolvidos na escola. Em curto prazo, algumas medidas podem ser tomadas para iniciar o processo:

– Estimule seus funcionários. A inserção do segundo idioma na escola causa uma reação nos funcionários, que podem começar a comentar sobre o desejo de falar um segundo idioma. Por que não aproveitar a oportunidade e ceder uma sala na escola para aulas de inglês para funcionários após o expediente?

– Encoraje os funcionários a usar comandos simples no segundo idioma com os alunos. Quando o aluno chegar à escola pela manhã, em vez de “bom dia”, que tal a recepcionista dizer “good morning”? Essa prática pequena causa reações nos funcionários, que se sentem motivados; nos alunos, que passam a enxergar que o inglês na escola vai além das aulas que acontecem em inglês; e nos pais, que começam a enxergar uma mudança acontecendo e podem se sentir motivados a também buscar aulas para aprender o segundo idioma.

– Instigue os pais. Dividir informações com os pais sobre os benefícios de falar um segundo idioma pode ajudá-los a visualizar que a importância vai além do mercado de trabalho. Em reuniões de pais, fale sobre como os pais podem encorajar os filhos a aprender se eles também estiverem buscando um segundo idioma. Que tal ceder uma sala que não esteja sendo utilizada para grupos de pais fazerem aulas na escola?

Vamos trabalhar juntos para mudar a nossa educação para melhor?

 

Fernando Ferreira
Coordenador Pedagógico
2Ways Programa Bilíngue

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *